Articles

O que é um SCORM

31 of January of 2018

SCORM significa “Sharable Content Objetct Reference Model”, por outras palavras, um modelo de referência que permite a partilha de conteúdos entre diferentes sistemas de gestão de aprendizagem (como o Moodle).

Este modelo de referência traduz-se numa norma de comunicação padrão e universal. Permite que construa um conteúdo de aprendizagem em qualquer software ou ferramenta de programação, com total liberdade no que respeita à aparência e à interatividade. Pode ser um tutorial, uma simulação de soft skills, um jogo, um estudo de caso… Ao cumprir a norma Scorm é possível exportar o conteúdo para o sistema de gestão de aprendizagem e assegurar que o desempenho dos formandos fica registado na plataforma.

Veja um exemplo de um conteúdo SCORM que pode ser integrado numa plataforma como o Moodle.

prototiposcorm

Poderá estar a questionar-se: Mas então, qual a vantagem de produzir conteúdos Scorm, em vez de os produzir em Power Point, por exemplo?

Para responder a essa pergunta resumimos as principais diferenças entre um conteúdo Scorm e de um Power Point:

Compare... Power Point Conteúdo em Scorm
Interatividade Pode ter alguma interatividade, mas é muito limitada. Tem toda a liberdade em termos de interatividade. Pode ser um jogo, um simulador, um laboratório...
Sequência e navegação O participante percorre o conteúdo (slides) sem qualquer restrição no que respeita à sequência e navegação. Pode garantir que o participante explora o conteúdo na sequência desejada, ou em sequências alternativas ou adaptando-se totalmente ao desempenho do participante.
Controlo do progresso Assim que o participante entra no conteúdo, a plataforma deixa de registar e controlar o seu progresso. Pode informar a plataforma em que ponto do conteúdo o participante se encontra e se já o concluiu, bem como todo o percurso seguido e o tempo despendido.
Avaliação Não permite registo de avaliação na plataforma. Pode informar a plataforma qual a avaliação final que o participante obteve, bem como em cada item de avaliação que o integra.
Possibilidade de editar É editável, o que significa que o utilizador pode alterar o conteúdo e utilizar para outros fins. Não é editável (não impede, todavia, que o participante copie o conteúdo ecrã a ecrã).
Software instalado Obriga a que o participante tenha o Microsoft Office instalado. Não requer de qualquer software adicional do participante.
Interoperabilidade Pode ser disponibilizado em qualquer plataforma. Também pode ser disponibilizado em qualquer plataforma, desde que cumpra a norma SCORM.

 

Como criar conteúdos em Scorm?

A criação de conteúdos Scorm acarreta várias fases, desde a análise inicial à implementação final do conteúdo. É necessário ter em conta diferentes parâmetros, entre os quais se destacam os seguintes:

  • Conceção e Design;
  • Modelo Pedagógico;
  • Navegação: Sequência e segmentação apropriadas;
  • Interatividade;
  • Acessibilidade;
  • Possibilidade de atualização e reutilização;
  • Normalização.

Este último parâmetro é muito importante, pois é a normalização que possibilita que o produto final se enquadre no modelo de referência Scorm, o que implica um conjunto de especificações para que os objetos de aprendizagem estejam padronizados e o conteúdo seja partilhável. Pode ser um trabalho muito complexo e exaustivo. Para facilitar existem ferramentas desde editores de Metadata como o Reload Editor até ferramentas de autor como o Articulate Storyline, o Adobe Captivate e o Lectora Inspire.